Mudança…. Change…

English version, please scroll down
——————————

Mudar é um assunto que constantemente aparece nas rodas de conversas. Seja porque resistimos ao que está se transformando, ou então porque queremos tanto mudar e nem sabemos por onde começar.
Como praticante de Yoga testemunhei tantas vezes minha própria mudança, mas confesso que estar nesse fluxo só começou a se tornar um ato consciente para mim a partir do dia que me entreguei à uma prática de Yoga mais regular. E até pouco tempo atrás não havia me dado conta de como o Yoga é um grande condutor nesse processo.
Yoga para mim sempre foi muito uma morada do corpo, onde no tapete eu me alongava, fortalecia e ahhhh respirava de peito aberto. Saía da prática energizada e com a mente centrada. Obviamente com ganhos em todos níveis, mal percebia eu que o maior deles não estava no meu corpo mais flexível, nem na musculatura mais desenvolvida Mas sim na minha capacidade de focar no que era necessário no momento, evitando que mesmo presentes, todos os outros pensamentos não criassem um ruído no meu foco.
Essa capacidade ou habilidade que realmente advém da prática, faz com que independente da situação que você esteja vivendo fora, internamente você tem a clareza do que enxerga e a partir daí você pode criar sua mudança de forma consciente.
As reais mudanças são trabalhosas, exigem entrega e perdas. Acho que estamos muito mais dispostos à primeira condição do que a segunda. Perder, deixar ir, entender que aquilo não lhe serve mais por melhor que tenha sido por anos, aceitar que ciclos se acabam é um dos aprendizados que mais exigem de nós. E o mais irônico de todo processo ou até a beleza dele se assim você enxergar, é que são as perdas os grandes impulsionadores das mudanças.
Mas mudança não acontece sem foco, sem entender o que realmente está acontecendo para então tomar um rumo, uma decisão. E entre todas as qualidades que você vai adquirir praticando Yoga acredito que essa é a melhor e principal delas.
Por isso não me espanto quando alunos após um tempo de prática regular começam a questionar e transformar suas vidas. São às vezes mudanças dos hábitos de comer, de dormir, de se expressar. Outras são vidas inteiras transformadas através de uma nova opção de trabalho, de parceiro ou até de morada.
Toda mudança seja de que tamanho for, é um processo lindo e perfeito em si mesmo. A questão não fica no onde você chegou com ela, mas sim como você a trabalhou dentro de si.
Eu aprendi a mudar, mudando. Mas sem o Yoga me trazendo foco, eu teria passado por todos meus processos como coadjuvante e pouco aproveitaria deles para o meu crescimento. Mais consciente e focada, não apenas mudei o de fora, mas principalmente transformei o de dentro, me achando e entendo em si própria cada vez mais.
Te vejo no tapete
Om
🦋🦋🦋
—————————————————-
Change is a subject that constantly appears on the talks. Whether we resist what is changing or we want so much to change and we do not even know how to start.
As a Yoga practitioner I have witnessed so many times my own change, but I do confess that being in this flow only began to become a conscious act for me from the day I started a more regular Yoga practice. And until then I had not realized how Yoga is a great driver in this process.
Yoga for me was always a process of the body, where on the mat I stretched, strengthened and breathed open chest ahhhh. I used to leave the practice feeling energized and with a centered mind. Obviously with gains on all levels, I hardly realized that the greatest of them was not in my more flexible body, nor in my more developed muscles, but in my ability to focus on what was needed at the moment, avoiding to give attention to all other thoughts which could be creating noise in my mind.
This quality or ability that really comes from practice, makes you have internally, regardless of the situation you are living outside, the clarity of what you see and from there you can create consciously your transformation.
The real changes are hard-working, require acceptance and losses. I think we are much more into the first condition than the second. To lose, to let go, to understand that it does not serve you better than it has been for years, to accept that cycles are over is one of the most demand learnings. And the irony of the process or even the beauty of it if you feel so, is that losses are the great drivers of change.
But change does not happen without focus, without understanding what is really happening so then you can take a direction, a decision. And among all the qualities you will acquire by practicing Yoga, I believe that this is the best and most important of them.
So I am not surprised when students after a period of regular practice begin to question and transform their lives. They sometimes change habits of eating, sleeping or how they express themselves. Others have their whole lives transformed through a new job, a partner or moving to a different place.
Every change of whatever size is a beautiful and perfect process in itself. The question is not how far or where you reach from doing it, but rather how you worked it within you.
I learned to change, changing. But without Yoga bringing me focus, I would have gone through all my processes as a coadjuvant and would take little advantage of them for my growth. But conscious, focused, not only did I change the outside, but mostly I transformed the inside, finding myself and understanding myself more and more.
See you on the mat
🦋🦋🦋
Om

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s