Yeap, probably it is not the most beautiful or best aligned urdhva dhanurasana…Sim, provavelmente não é o mais bonito e nem o melhor Urdhva Dhanurasana 

img_1186

you have ever seen so far….But it is such an amazing good feeling to be able to do it and share it with you…When we were kids whatever we were doing we wanted parents to see it. It is like there is no fun if no one sees it and there is no complete happiness if you don’t share the accomplishment with another human being. The thing is that we are not talking about those people who want audience to feed their egos. More in the opposite direction , I am talking about how sharing experiences makes life more meaningful and inspirational.

Some students might look at their yoga teachers and feel like there is no struggle for them when it comes to the yoga practice. They might think that teachers don’t put efforts to do the poses. Maybe a couple of them. But on the mat there is always place for everything. There is hard working on stretching, gaining strentgh, conquering fear, improving breathing and most of all letting all go.

When I started learning Urdhva Dhanurasana it didn’t attract me at all. I was beggining to do it and there wasn’t too much to think or feel there. And to help me avoiding  it at that time, my yoga teacher used to skip it or switch it for bridge pose. The time passed by, I started practicing with other teachers and Urdhva Dhanurasana came again on my mat. Differently from the other times , I felt panic trying it and almost no strentgh to go up. I tried it a couple of times and decided to go back to my old and same bridge pose for security. And it would keep going like this, if I didn’t decide to become a yoga teacher and most importantly if I didn’t make an honest and full commitment to my Yoga practice.

So in 2016 I decided to work on the wheel pose no matter what. In the beggining I must say I felt like I would never leave the floor.I was feeling lost in which muscles I should be activating or where to look. I studied the pose a lot before getting  on the mat but once  doing it my mind was not only confused but it was also giving me a 100 reasons why I should not go for that opening asana: your hips are too big, you have never had upper body strentgh, you won’t learn it training by yourself , etc..I do remember replying to my thoughts saying that yes, probably you are all right, but I am still gonna be here doing what I have to do and you thoughts stay there doing what you have to do. The time went by and one day my upper body lifted. It was a good feeling, weird. I couldn’t tell how I got myself up, but I did it. Next day I got on the mat again and repeated it and  repeated it and ….and…..

Yes, I have been doing Urdhva Dhanurasana every day and learning more and more from it. I stretch my chest with pride, feeling like I am open to life again, like I have never been in so long time. My back seems to thank me for finally getting the courage for doing it. It feels released and stretched.

Learning to master wheel pose has not only given me the opportuniy to improve myself, but it has also shown how important is to respect and help students to get there too on their own time and effort.

Soooo, here is my Show and Tell Wheel pose today and I am super happy that I can share it with you…✨😌💫

———————————————————-
que você já viu até agora …. Mas dá uma  sensação boa ser capaz de fazê-lo e compartilhá-lo com você … Quando éramos crianças, tudo que fazíamos, queríamos que nossos pais  vissem. É como se não fosse divertido se ninguém pudesse ver. Não há felicidade completa se você não compartilha a realização com outro ser humano.Não estamos falando sobre aquelas pessoas que querem audiência para alimentar seus egos. Mais na direção oposta, estou falando sobre como partilhar experiências torna a vida mais significativa e inspiradora.

Alguns alunos podem olhar para os seus professores de yoga e sentir que tudo é muito fácil  quando praticam. Talvez algumas poses .. Mas no tapete há sempre espaço para tudo. Trabalho forte no alongamento, na força muscular, na conquista dos medos, na melhora da respiração e acima de tudo no deixar ir embora.

Quando eu comecei a aprender Urdhva Dhanurasana não me senti atraída pela pose, e para me ajudar a evitá-la naquela época minha professora de yoga geralmente a substituía pela ponte . O tempo passou, comecei a praticar com outros professores e Urdhva Dhanurasana veio de novo para o meu tapete. Diferentemente das outras vezes, senti pânico tentando fazê-la e quase nenhuma força para subir. Ainda assim me empenhei em fazer o Arco mas logo decidi voltar para a minha velha Ponte e ficar no asana que me era seguro e confortável. E assim teria sido, se eu não tivesse decidido me tornar uma professora de yoga e, mais importante, se eu não tivesse feito um sério compromisso  com minha prática de Yoga.

Então em 2016 eu decidi trabalhar meu Urdhva Dhanurasana de qualquer jeito. No começo  eu senti que nunca iria sair do chão.Me sentia confusa em quais músculos deveria ativar ou para onde tinha de olhar. Estudei muito o asana antes de ir para o tapete, mas quando o fazia a minha mente não ficava apenas confusa,  mas também me dava umas 100 razões pelas quais eu não deveria ir para esse asana: seu quadril  é muito grande, você nunca teve força na  parte superior do corpo, você não vai aprender este asana sozinha, etc..Eu me lembro de responder aos meus pensamentos dizendo que sim, provavelmente eles estavam certos , mas eu iria ficar no tapete  fazendo o que tinha de fazer e vocês pensamentos fiquem aí fazendo o que tem de fazer. O tempo passou e um dia eu saí do chão. Foi uma sensação boa, estranha. Eu não sabia  dizer como havia me levantado , mas tinha feito.  No dia seguinte, fui para o tapete de novo e de novo e de novo….

Sim, tenho feito Urdhva Dhanurasana todos os dias e aprendo mais sobre ele cada dia. Expando  meu peito com orgulho, sentindo me aberta à vida novamente, como eu nunca estive em tanto tempo. Minhas costas parecem me agradecer por finalmente ter tido coragem para fazer a postura.  Elas se sentem  liberadas e esticadas.

Aprender a dominar a postura do arco não só me deu oportunidade para melhorar a mim mesma, mas também mostrou o quão importante é respeitar e ajudar os alunos a chegar lá também em seu próprio tempo e esforço.

Então , aqui está meu Urdhva Dhanurasana  e estou super feliz de poder compartilhá-lo com você … ✨😌💫

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s